Por que a Copa EI Games é o campeonato que “deu certo”

Escrito por Augusto Gaia

Após 32 partidas, a Copa EI Games teve o seu primeiro vencedor revelado na tarde desta sexta-feira, 30 de junho. Allan Castello, sócio do Arte Virtual, conquistou o campeonato em uma final emocionante contra o Senna do Boné e levou 10 mil reais para casa.

Ao longo do torneio, o Esporte Interativo obteve números expressivos na transmissão via Youtube: desde o início do torneio, em 5 de junho, o canal do EI Games ganhou 44.380 novos inscritos e de acordo com o SocialBlade, pode ter ganho até 8 mil dólares em propagandas, aqueles anúncios que aparecem quando você visualiza o vídeo. Um resultado bastante expressivo, muito em função do sucesso da Copa EI Games.

Outro ponto importante a se tocar é que embora não tivessem experiência alguma em realizar um torneio de FIFA, a copa não teve nenhum tipo de desorganização grotesca, como aconteceu na Hero League do ano passado. Entretanto, nas oitavas de final da competição, tivemos uma polêmica disputa de pênaltis entre Matheus Mazuco e Lucas Tabata. Mazuco acertou todos os lados das penalidades cobradas pelo Tabata. Não por sorte, mas por ter acompanhado em uma terceira tela, onde o Octávio Neto narra o jogo, qual seria a trajetória da bola. Havia duas imagens: uma que foi ao ar e outra que somente quem estava no estúdio acompanhando o campeonato no dia conseguiu assistir, era a imagem do momento da gravação, que não foi para o ar. Nesta última, Lucas esqueceu de desligar a seta na hora da cobrança de pênaltis, facilitando a vitória do Mazuco. Nos comentários da transmissão no Youtube dias depois, muitos espectadores perceberam que realmente houve algo estranho na disputa de pênaltis.

No dia da gravação, toda a organização do campeonato se reuniu logo após o jogo para decidir o que fazer: voltar atrás e disputar os pênaltis novamente ou manter o resultado. Em uma decisão bastante difícil de se tomar, optaram pela segunda alternativa. Segundo relatos dos próprios jogadores, em campeonatos oficiais da EA SPORTS isso é, infelizmente, uma prática comum. Outra justificativa foi a de não ter uma cláusula no regulamento do torneio que obrigue os jogadores a voltar as penalidades nesse caso em específico. Uma falha no regulamento que será corrigida nas próximas edições. Voltar os pênaltis nesse cenário seria um erro, então foi um decisão acertada, na minha opinião.

Mas o ponto em questão é que o Esporte Interativo admitiu que houve uma falha no regulamento publicamente, de forma totalmente transparente. No jogo entre Allan Castello e Matheus Mazuco, o narrador Octávio Neto explicou toda essa polêmica ao vivo na transmissão e prometeu melhorias já no próximo campeonato. Uma atitude ainda mais correta.

A EA SPORTS não forneceu nenhuma ajuda à emissora, nem no âmbito financeiro, muito menos no âmbito de divulgação do campeonato e o Esporte Interativo, sozinho (somente com a ajuda do Arte Virtual que ajudou na elaboração do campeonato, desde a escolha dos convidados até o formato do torneio), conseguiu realizar um torneio de bastante sucesso. Nada mal pra quem nunca tinha organizado algo do tipo.

A Copa EI Games é o campeonato que “deu certo” porque mesmo sem o auxílio da EA Brasil e Warner, distribuidores do FIFA aqui no país, os organizadores conseguiram se sair melhor que a própria EA SPORTS, tomando como exemplo a Hero League. Qual outro torneio de FIFA no Brasil teve tanta repercussão sem ter assistência alguma da EA? A desenvolvedora perdeu uma excelente oportunidade de mostrar que realmente se importa com o desenvolvimento do eSport por aqui. Chega-se à conclusão de que para realizar um campeonato competitivo de bastante audiência não há necessidade alguma de um apoio por parte da Electronic Arts.

A tendência é que nas próximas edições a Copa EI Games seja disputada tanto no PS4 quanto no Xbox One, com mais participantes ainda. O torneio é um projeto pensado a longo prazo, que vai divulgar o FIFA no Brasil e impulsionar o eSport no país. Bola dentro do Esporte Interativo!

[OFF] Confira os bastidores da visita do Arte Virtual aos estúdios do Esporte Interativo no Rio de Janeiro

 

Escrito por Augusto Gaia

Nos dias 8, 9, 10 e 11 de junho, o Arte Virtual FC esteve muito bem representado nos estúdios do canal Esporte Interativo, em Botafogo, no Rio de Janeiro. Fiz a cobertura da grande final da fase Ouro, disputada ao vivo pelos youtubers Afinco e Milk “opiorgamerdomundo”, e de diversas partidas da Fase Elite da Copa EI Games que foram gravadas e serão exibidas ao longo deste mês. Quem não está acostumado a visitar uma emissora de televisão (que é o meu caso) certamente vai se surpreender com o aproveitamento de espaço dos estúdios. No mesmo lugar onde foram gravados os jogos da Copa EI Games são transmitidos programas como Mundo da Bola, Melhor Futebol do Mundo, Gol de Ouro, Noite dos CraquesJogando em Casa. Veja como o espaço é modesto e ao mesmo tempo muito bem aproveitado:

No estúdio da Copa EI Games, Thiago Oliveira e Guilherme Morgado disputam uma das partidas da fase Elite. Ao fundo, Octávio Neto e Fernando Campos dão seus pitacos sobre o jogo.

 

Para quem tem curiosidade, essa foto de baixo é uma sala – ao lado do estúdio – onde eles controlam as imagens e áudios do narrador, comentarista e jogadores e por fim decidem o que vai para a transmissão da televisão e YouTube. O lugar ainda conta com diversas telas: algumas mostram os 4 canais do Esporte Interativo (3 na TV fechada e uma na parabólica) e outras mostram o que as emissoras concorrentes estão passando em suas programações.

O Arte Virtual deu suporte ao Esporte Interativo, participando da elaboração do campeonato, desde a escolha dos convidados até o formato do torneio. Alguns dos participantes da Copa EI Games também são sócios do clube. Da esquerda para direita estão o Rafael “PSG Rafifa” Fortes, Matheus “mazuco786″ Mazuco e o Guilherme ”Playartgui” Gonzaga. O primeiro é bicampeão brasileiro, atual campeão das Américas na temporada 1 da FUT Championship Series e se classificou para a FIWC que será disputada em Londres no mês de Agosto, o segundo também disputou a etapa americana da temporada 1 da FUT Championship Series e se classificou para Berlim, já o terceiro foi campeão da etapa latino-americana da FIWC em 2013.

O narrador Octávio Neto, bastante simpático comigo e com todos os jogadores, ainda mandou um recado para o pessoal do Arte Virtual:

Você pode acompanhar a Copa EI Games no EI Maxx e no canal do EI Games no Youtube. O horário de exibição é de segunda à sexta, sempre às 13h. Saiba quando cada competidor jogará logo abaixo:

12/06 – Retrospectiva de tudo que já aconteceu no campeonato

13/06 – Oitavas de final: Allan Castello* x Felipe Eymard; Rafifa* x Brenno Esposito

14/06 – Oitavas de final: Thiago Oliveira x Guilherme Morgado*; Senna do Boné* x D1G0

15/06 – Oitavas de final: Matheus Mazuco* x Lucas Tabata; Lucas Rep* x Arthur Lima

16/06 – Oitavas de final: Afinco* x Guilherme Gonzaga

19/06 – Oitavas de final: Milk* x Lucas Borges

*Em negrito, os já classificados para a próxima fase

21/06 – Quartas de final: Rafifa x Senna do Boné

22/06 – Quartas de final: Lucas Rep x Afinco

23/06 – Quartas de final: Allan Castello x Guilherme Morgado

26/06 – Quartas de final: Matheus Mazuco x Milk

28/06 – Duas semifinais AO VIVO

30/06 – Grande Final AO VIVO

A cobertura completa da Copa EI Games será realizada via Twitter e também no nosso Facebook. O campeão do torneio levará para casa 10 mil REAIS!

Agradecimentos especiais ao Aramis que ajudou tanto no suporte dos jogadores quanto na solução de dúvidas que eu tive a respeito da organização do torneio.