UEFA oficializa: PES 2019 não terá a Champions League!

Escrito por Augusto Gaia

Nesta quarta-feira (18), a entidade máxima do futebol europeu anunciou o encerramento da parceria da Konami com a UEFA Champions League, que já durava 10 anos. Confira o comunicado na íntegra:

“A UEFA Champions League ofereceu a plataforma de mídia e ativação perfeita para a Konami e tem sido uma das principais características do mundialmente famoso Pro Evolution Soccer.

Comentando sobre o fim dessa parceria de longa data, Guy-Laurent Epstein, diretor de marketing da UEFA Events SA, disse: “A Konami tem sido um forte parceiro de licenciamento para a UEFA Champions League e a UEFA Europa League, tendo a nossa marca de competição fortemente apresentada no vídeo game, bem como parte dos populares torneios de e-sports da UEFA Champions League organizados pela Konami.”

“Foi uma parceira muito cooperativa e mutualmente benéfica. A UEFA gostaria de agradecer a Konami pelo seu enorme empenho e apoio às competições da UEFA na última década e esperamos continuar trabalhando com a Konami na esfera das seleções nacionais da UEFA.”

Jonas Lygaard, diretor sênior de desenvolvimento de marcas e negócios da Konami Digital Entertainment B.V. disse: “A licença da UEFA Champions League nos deu plataforma para criar experiências únicas e proporcionar aos fãs de todo o mundo a oportunidade de desfrutar dessa competição em primeira mão. Esse ano, no entanto, vamos mudar nosso foco para outras áreas. Continuaremos a explorar maneiras alternativas pelas quais UEFA e a Konami podem continuar trabalhando juntas, já que nosso relacionamento continua forte.”

Com isso, após a grande final do torneio em Kiev no dia 26 de maio, a licença da UEFA Champions League deverá pertencer à EA SPORTS, que nos próximos meses, deverá anunciar essa parceria oficialmente.

Um acordo, no entanto, não quer dizer necessariamente que o FIFA 19 terá o torneio. Na temporada 2006-2007, por exemplo, a EA lançou um jogo avulso somente com ligas europeias e ilustrando a competição.

Há 10 anos, a EA lançava o último jogo avulso da Champions League, na edição 2006-07.

 

Na prática, o licenciamento da Champions League possibilita que a EA utilize apenas o nome oficial do torneio, o logotipo e o troféu oficial da competição no FIFA. Outro detalhe é que os direitos de imagem dos clubes não pertencem à UEFA: se a empresa quiser representar fielmente a competição com clubes do Leste Europeu que ainda não estão no jogo como Steaua Bucareste, Qarabag e Slavia Praga, terá que negociar individualmente com as equipes.

FIFA 19 – Primeiros rumores

Escrito por Augusto Gaia

O FIFA 19 só será lançado no final de setembro, mas nessa época do ano já há muita especulação sobre o que pode ser novidade na próxima edição. Por conta disso, o Arte Virtual FC decidiu reunir os principais rumores até agora e comentar qual conteúdo realmente deve aparecer no jogo. Lembrando que nenhuma informação contida nessa postagem é 100% oficial, tratamos sempre como rumor até a EA anunciar oficialmente.

UEFA Champions League: Apesar de ser uma licença que todo ano é especulada, desta vez parece que as coisas estão mais bem encaminhadas. Já havíamos informado há cerca de um ano que o contrato da UEFA com a Konami se encerraria no PES 2018 e, por conta disso, ocorreria uma nova negociação. A tendência é que tanto o FIFA quanto o PES compartilhem a licença, já que a entidade máxima do futebol europeu tem um grande interesse em divulgar a sua competição para o maior número possível de pessoas.

Na prática, o licenciamento da Champions League possibilitaria que a EA utilizasse apenas o nome oficial do torneio, o logotipo oficial e o troféu em seu jogo. Sendo assim, um possível licenciamento não acrescentaria nenhum novo clube, já que os direitos dos times não pertencem à UEFA. Há também a possibilidade da EA SPORTS lançar um jogo avulso da competição, como aconteceu na temporada 05-06 e 06-07. Nas fotos abaixo, temos um exemplo claro do que aconteceu no game UEFA Champions League 2006-07: alguns clubes apareciam com escudos e uniformes genéricos, mesmo com a EA tendo a licença da competição.

Novo narrador brasileiro: De acordo com a IGN, o 2018 FIFA World Cup será a última edição com a dupla Tiago Leifert/Caio Ribeiro. Sendo assim, a EA SPORTS deve procurar uma nova dupla de narração para o FIFA 19. Ou não…

Uma possibilidade bem real é a de não termos nenhum narrador do país narrando o jogo, algo que aconteceu pela última vez no FIFA 12. Devido aos inúmeros processos dos jogadores que atuam no Brasil (nessa semana, o Leandro Almeida ganhou em 1ª instância, inclusive), a EA teria um prejuízo maior que o lucro e simplesmente não compensaria mais investir no país. Comentamos sobre essa possibilidade no nosso canal no YouTube, no início de fevereiro, e apresentamos diversas opções que poderiam substituir a atual dupla de narração:

A ausência definitiva do Brasileirão: FIFA 19 não terá o Campeonato Brasileiro. Os contratos da EA com a maioria dos clubes do país se encerram neste ano e não há sinal algum que haverá uma renovação. A explicação é óbvia: centenas de atletas processam a empresa por uso indevido do direito de imagem, o que impossibilita a adição de jogadores que atuam na “Liga do Brasil”.

Nas últimas edições, os clubes até apareceram no jogo com uniformes licenciados e elencos genéricos, mas com o encerramento dos contratos, esse panorama vai mudar e o Brasileirão vai desaparecer do FIFA.

Copa Libertadores: sem Brasileirão, não haveria motivo para a EA investir na licença da principal competição sul-americana. Assim como uma possível licença da Champions, um acordo com a CONMEBOL não permitiria a exploração da imagem dos clubes e dos jogadores. Na prática, a licença só incluiria o nome da competição e o troféu no jogo.

Liga Chinesa: um dos rumores que mais persistem, ano após ano, é a inclusão do Campeonato Chinês no FIFA. Nas duas últimas versões do jogo, foram encontrados uniformes e escudos de times chineses na base de dados:

O FIFA 17 tinha 5 clubes chineses escondidos na base de dados, com uniformes e escudos oficiais

Outra razão para acreditar em uma possível inclusão da liga chinesa é que na divulgação de outro jogo da EA, o FIFA Online 4, disponível apenas para o mercado asiático, tivemos até o logotipo oficial da SuperLiga Chinesa sendo exibido.

Clima dinâmico: Mais um assunto que já vem sendo especulado desde o FIFA 15 é essa possibilidade de ter uma transição de clima e tempo durante o jogo: uma partida que comece às 17h, no entardecer, terminaria às 19h, já no início da noite e uma partida que começasse sem chuva poderia terminar com chuva. 

Em um bate-papo no YouTube, o produtor brasileiro Gilliard Lopes, que trabalha na sede da EA SPORTS em Vancouver, comentou sobre essa possibilidade que volta e meia é relembrada:

“Se for implementar o clima dinâmico no FIFA, tem que implementar direito, ou seja, se começar a chover, a bola passa a parar na poça, ela fica mais pesada, o campo fica mais pesado, ela rola menos. Para implementar algo assim, teria que fazer bem-feito. E aí que entra a questão delicada: o quanto o fato de um jogo ser e-sport muda alguma das prioridades e conceitos que você usa quando faz o design. Uma das coisas que a gente tenta evitar quando tem um e-sport é justamente a aleatoriedade, você mudar as condições do jogo de forma aleatória. Então, se você tiver um sistema de clima dinâmico no FIFA, a gente vai ter que tomar um cuidado para que esteja desabilitado durante partidas competitivas ou se tiver habilitado seja de alguma forma mais previsível. […] Não posso anunciar features novas, não posso falar o que vai ou não ser feito. É algo que a gente sempre observou, mas tem algumas dependências importantes de rendring, de gameplay, de física que até hoje não aconteceu de ser uma feature prioritária.

A conversa, na íntegra, está disponível no vídeo abaixo:

Novas faces: Todos os anos, a EA inclui novos rostos no game e no FIFA 19 não será diferente. Até agora, a maioria das fotos vazadas foram de scans envolvendo equipes inglesas, mas a expectativa é que jogadores como Asensio, Casemiro, Ederson, entre outros jogadores venham com faces personalizadas.

Algumas faces já começaram a ser incluídas no FIFA Mobile e possivelmente devem chegar em uma DLC ou jogo avulso da Copa do Mundo, antes do lançamento do FIFA 19.

O jogo não será lançado para Xbox 360 e PS3: O FIFA 18 foi o último FIFA a ser lançado para a antiga geração, que já não apresenta novidades significativas desde o FIFA 14, por conta da sua limitação gráfica. As versões do jogo para Xbox 360, PS3 e Nintendo Switch, somadas, equivalem a somente 3% do total de vendas.